Etanol celulósico agora de fibra de milho

 

Desde 2017, o responsável pelo crescimento do setor de etanol dos EUA tem sido a implementação da tecnologia de processamento de fibra de milho e a diversificação de produtos para incluir etanol celulósico (RINs D3). A tecnologia de processamento de fibra de milho converte o componente de menor valor do grão de milho em um produto de etanol de alto valor agregado. O resultado é mais etanol a partir da mesma quantidade de milho e diversificação de produtos de etanol para incluir etanol celulósico de maior valor agregado.

A EcoEngineers desempenhou um papel essencial de consultora em energia renovável para expandir o etanol celulósico no setor de etanol dos EUA. As complexidades de medir a passagem da fibra de milho por uma instalação convencional que produz etanol de amido de milho exigem profundo conhecimento de regulamentações de combustíveis de baixo carbono, operações de usinas de etanol e medições da qualidade de combustíveis. E também requer a gestão de um processo orientado por partes interessadas para chegar a um consenso sobre metodologias de teste e sistemas de monitoramento. A USEPA (Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos) e o CARB (Conselho de Recursos Atmosféricos da Califórnia) ainda não tinham analisado e aprovado um encaminhamento de fibra de milho, embora as regulamentações o permitissem. 

Desempenho essencial

  • Registrou a tecnologia de processamento de fibra de milho separadamente na USEPA e no CARB
  • Registrou o coprocessamento da tecnologia de fibra de milho em três instalações de etanol
  • Desenvolveu protocolos e treinou a equipe em manutenção de registros e gestão de conformidade para monitorar a produção de etanol celulósico no processo tradicional de fermentação
  • Redigiu protocolos e garantiu a aprovação da USEPA para um sistema de verificação (Programa de Garantia da Qualidade ou QAP) para permitir a monetização dos créditos de carbono
  • Realizou análise de ciclo de vida de carbono de diversas tecnologias de encaminhamento e produtores no CA-GREET e outros para alcançar as pontuações de CI específicas do projeto
  • Ministrou vários workshops de treinamento e formação (EcoUniversity) para as principais partes interessadas em processamento de fibras de grão de milho, requisitos regulatórios e sistemas de conformidade

Principais resultados

  • O etanol de milho agora tem presença no mercado e vários encaminhamentos aprovados nos termos de normas federais e da Califórnia de combustíveis de baixo carbono
  • O setor de etanol é capaz de produzir simultaneamente mais etanol a partir da mesma quantidade de matéria-prima, bem como obter mais subprodutos, como óleo de milho e grãos para destilarias
  • Referências específicas de projeto de cliente disponíveis mediante solicitação

Serviços executados

Imprimir